Comparando preços de livros no Brasil e na Inglaterra

livros-destaque

Como eu já havia comentado anteriormente, eu moro em Londres e não consigo entrar em uma livraria ou supermercado e não comprar um livro. De um país ao outro os hábitos, costumes, preços e regras mudam muito, eu estou me adaptando para me controlar e aceitar que aqui os livros custam pouco e não é por isso que eu preciso comprar todos de uma vez.

No Brasil eu quase não comprava livros em livrarias. Honestamente eu achava doloroso dar mais de quarenta reais em um livro. Eu não digo isso por não achar que um livro valha meu dinheiro ou qualquer outra coisa. Sei que o autor se sustenta com esse dinheiro, sei que custa muito caro e não é fácil publicar um livro. Sei também que colocar um livro em uma livraria custa muito. E longe de mim desmerecer tudo isso. Eu não concordo com os valores de praticamente tudo em nosso país, impostos pesadíssimos sobre tudo. E exatamente os livros, que deveriam ser acessíveis a todos, acabam tornado-se luxo de uma minoria.

Eu comprava muito pelas lojas virtuais, principalmente pelo Submarino. As promoções incríveis que eles fazem com frequência, me faziam cometer loucuras de vez em quando, ao comprar 9 ou 10 livros de uma vez só. Semana passada mesmo, ainda que eu more aqui, encomendei alguns livros nacionais – e por isso nunca encontrarei aqui – que eu gostaria de ler e assim que minha mãe vier me visitar poderei tê-los em mãos. Tentei fazer um frete pela Saraiva para entregar aqui, me cobraram R$180, sendo que eu tinha comprado três livros. Pela Submarino, outros oito, mas não faziam entregas internacionais. Vão ficar no Brasil mesmo, por enquanto.

A questão é que aqui os livros são extremamente acessíveis. Para começar, o preço é tabelado. Todo livro já é impresso com seu valor, e não é preço sugerido. Quer dizer, até pode ser, se você quiser cobrar menos, fica a seu critério, mas nunca cobrará mais. A média de preço na maioria dos livros populares, de tamanho normal – umas 300/400 páginas – é £7,99. Claro que se você fizer a conversão e multiplicar o valor da libra em relação ao real atualmente, o livro sairia por uns R$40, do mesmo jeito que aí. A questão é que aqui não se ganha em real. No Brasil, o salário mínimo é de R$3.58/h e aqui, £6.50/h. Ou seja, enquanto os brasileiros trabalham 11 horas e 17 minutos para comprar um livro, aqui trabalhamos 1 hora e 23 minutos. Entendeu a diferença? Isso considerando que o livro esteja sendo vendido pelo seu preço máximo.

Outro dia eu li uma matéria interessante AQUI, muito mais detalhada que esse texto que estou escrevendo, analisando o preço de livros ao redor do mundo e comparando entre 10 países. O autor também concluiu que no Brasil livros custam caro mesmo. E que isso tem tudo a ver com a nossa cultura, pois o brasileiro não tem o costume da leitura. Portanto é aquela velha regra de oferta x procura.

Aqui em Londres também acontece que todo supermercado vende livros, e metade da estante é de promoções. O mercado que eu frequento vende 2 por 1. Semana retrasada comprei 3 por 1. As lojas aqui ainda aceitam uma coisa que é sempre frisado no Brasil que não é possível, promoção cumulativa. Outro dia eu fui a uma loja e um livro estava apenas £2 e o outro que eu peguei estava £4 em promoção e ainda tinha um adesivo “compre um, leve outro pela metade do preço”, conclusão, o primeiro livro saiu por £1.

Agora me explica, como não chegar em casa todo dia com as mãos cheias? É impossível se controlar.

Uma outra coisa que eu vejo muito por aqui e tenho começado a aderir são lojas de caridade. Todas são dedicadas a alguma causa, como a pesquisa da cura do câncer ou ajudar animais abandonados. Essas lojinhas estão presentes em todos os bairros e sobrevivem de doações e voluntários. E claro, a venda dos produtos é revertida para a causa. Você encontra de tudo, desde roupas e acessórios, até móveis, objetos de decorção e lógico, livros. É possível encontrar muita coisa boa, e com um pouco de paciência e boa vontade, encontrar best-sellers, clássicos, livros recentes, livros antigos e na maioria das vezes eles custam apenas £1. Pelo menos eu encontrei uma maneira de continuar alimentando meu vício e ajudar alguém ao mesmo tempo.

Em breve abrirei uma loja dessas: BCCCL = Busca da Cura de Compradores Compulsivos de Livros e vou vender, hum… livros!!!

Sobre Stefania Raducanu

A autora é carioca, mas mora na Inglaterra com seu marido e as duas filhas. Está longe da sua adolescência, porém ainda não percebeu isso. Adora consumir material voltado para esse público, seja lendo livros, assistindo filmes ou ouvindo música. Quando não está cuidando das crianças e enlouquecendo, está se concentrando para colocar as milhares de ideias que tem na cabeça em um pedaço de papel (rezando para as crianças não pegarem o papel para fazer aviãozinho). Começou escrevendo fanfics, dentre elas Back to the Past I e II com a banda McFLY, das quais é co-autora, grande sucesso em 2006. Seu primeiro livro está em pré-venda e será lançado dia 21.07.2021 pela Editora Pendragon, enquanto os demais escritos da autora ainda podem ser lidos no Wattpad.
Esse post foi publicado em Geral e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Comparando preços de livros no Brasil e na Inglaterra

  1. venachia disse:

    Eu tbm sou uma bookholic. Eu queria muito morar ai na Inglaterra para poder alimentar esse meu vício assim como vc! Hahaha

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s