Resenha de “Um Ano Inesquecível”, de Babi Dewet, Thalita Rebouças, Bruna Vieira e Paula Pimeita – PARTE III

um-ano-inesquecivel-autoras_minha-vida-literaria3

Terceira parte da resenha de Um Ano Inesquecível da Ed. Gutemberg e agora vou falar do outono, uma das minhas estações favoritas. O livro é dividido em quatro contos e assim eu dividi os posts, portanto se quiser ler a resenha do conto de VERÃO, da Thalita Rebouças, clique AQUI, para a resenha do conto de PRIMAVERA, da Bruna Vieira, clique AQUI e para a resenha do conto de INVERNO, da Paula Pimenta, clique AQUI.

BabiO OUTONO é da Babi Dewet e eu estou me sentindo estranha pra caramba ao tentar achar palavras para descrevê-la. Sabe aquelas bandas, tipo o McFLY (falar da Babi e não citar McFLY não dá), cuja vida está tão exposta na internet que você sente que é amiga deles? Falo por experiência própria, porque quem conhece Tom e Giovana Fletcher e não se sente amigo de infância deles, não pode ser normal. Mas com a Babi é ainda mais intenso que isso, porque ela é uma pessoa que estava ali do meu lado em vários momentos da minha vida mesmo sem ela saber, claro. Ela começou escrevendo fanfics e comandando um site sobre o McFLY. Sábado à Noite foi a primeira fanfic interativa que li na minha vida e abriu as portas de um novo universo para mim. Por alguns anos, ela escrevia SAN e minha melhor amiga e eu escrevíamos Back to the Past. A questão é que nós duas temos os gostos tão parecidos que acabamos frequentando os mesmos lugares durante anos, sei disso porque eu sabia quem ela era por causa da fanfic. E agora ela é famosa!! Eu já conhecia seu estilo, li toda a trilogia de Sábado a Noite – a fanfic virou uma trilogia de livros lançados pela Ed. Generale -, lógico. E estava curiosa para ler seu conto e empolgada por vê-la em um livro com a Paula Pimenta, por exemplo. Foi tipo ver a Paula escrever um livro com a Meg Cabot.

Babi Dewet escreveu “O Som dos Sentimentos”,  contando a trajetória de Anna Júlia ao longo do outono, em que ela começou a estagiar para um amigo de seu pai em um escritório de advocacia para se ambientar e ter certeza que era o que ela queria fazer na faculdade. O MASP, em São Paulo, é o palco do conto, onde ela vê João Paulo tocando violão em troca de moedas. Só que na verdade ele é quem se interessa por ela, porque ele é um músico sensível e uma pessoa tão linda e legal, a um nível que você vai descobrindo aos poucos conforme lê. Anna Júlia repara nele, mas está sempre apressada e nunca escuta o que ele está cantando porque ela NÃO GOSTA DE MÚSICA. Eu nunca vi um ser humano tão ruim. Tô brincando, ela é muito legal também, mas tem essa falha na personalidade que para mim é inaceitável, porque não dá para viver sem música. Mas ela muda de idéia conforme vai conhecendo o João Paulo e se apaixonando. Foi o conto mais lento e crível, pois deu tempo de eles se apaixonarem e o leitor acreditar no romance deles. Mas exatamente por isso, o conto acabou e ficou aquele gosto amargo de quero mais, porque, droga, eu queria mais. Será pedir muito? Ouvi dizer que a Babi foi convidada para escrever mais alguns livros sobre um conservatório de música e estou cruzando os dedos para que o João Paulo e a Anna Júlia, mesmo que não sejam os principais, apareçam para preencher esse vazio que ficou aqui no coração.

Esse conto é recheado de referências musicais, porque além de ser sobre um músico e uma menina que não gosta e não vê sentido em escutar música, essa é uma característica da Babi. Isso é mais uma coisa que temos em comum. Galaxy Defenders!!! o/

Sobre Stefania Raducanu

A autora é carioca, mas mora na Inglaterra com seu marido e as duas filhas. Está longe da sua adolescência, porém ainda não percebeu isso. Adora consumir material voltado para esse público, seja lendo livros, assistindo filmes ou ouvindo música. Quando não está cuidando das crianças e enlouquecendo, está se concentrando para colocar as milhares de ideias que tem na cabeça em um pedaço de papel (rezando para as crianças não pegarem o papel para fazer aviãozinho). Começou escrevendo fanfics e pode ser que alguém conheça Back to the Past I e II com a banda McFLY, das quais é co-autora. Seus livros estão publicados no Wattpad e em breve poderão estar nas suas mãos.
Esse post foi publicado em Livros e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Resenha de “Um Ano Inesquecível”, de Babi Dewet, Thalita Rebouças, Bruna Vieira e Paula Pimeita – PARTE III

  1. Pingback: Resenha de “Um Ano Inesquecível”, de Babi Dewet, Thalita Rebouças, Bruna Vieira e Paula Pimeita – PARTE II | Stefania Raducanu

  2. Pingback: Resenha de “Um Ano Inesquecível”, de Babi Dewet, Thalita Rebouças, Bruna Vieira e Paula Pimeita – PARTE IV | Stefania Raducanu

  3. Pingback: Resenha de “Um Ano Inesquecível”, de Babi Dewet, Thalita Rebouças, Bruna Vieira e Paula Pimeita – PARTE I | Stefania Raducanu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s